Tomar um picolé, um sorvete ou uma bebida gelada pode acarretar em um sintoma que é muito comum: a sensibilidade dos dentes. Agora nessa época do verão, que a vontade por algo refrescante é rotineira, nem se fala. E você sabe ao certo por que os dentes ficam sensíveis e o que é preciso fazer para cuidar nestes casos?

Causas de um dente sensível

Primeiro é importante saber que esta não é a mesma sensibilidade quando se faz um clareamento dentário (tratamento estético que branqueia os dentes), ok? A hipersensibilidade dental pode ocorrer devido a fatores como cárie dentária ou doenças gengivais, situações em que são tratadas e os incômodos somem ao longo do tratamento.

Já a maioria dos casos de dentes sensíveis é porque a parte mais macia e interna do dente, a dentina, fica exposta a estímulos externos (algo muito frio ou muito quente) que ativam os nervos do centro do dente, gerando uma dor aguda breve. Alimentos e bebidas altamente ácidos, uso de escovas duras ou escovação muito forte, retração da gengiva que deixa a raiz do dente mais exposta, bulimia ou refluxo gastroesofágico são fatores que predispõem a exposição da dentina.

Os tratamentos existentes

Ao sentir que os dentes estão mais sensíveis, é importante procurar um dentista para ele avaliar a causa real (como dissemos, excluir a possibilidade de cárie ou doença gengival). Dependendo do quadro clínico, o profissional vai orientar procedimentos na rotina do paciente para resolver o problema: usar uma escova de cerdas macias, uma pasta de dente própria para a sensibilidade dos dentes e não escovar com muita força (isso aumenta a abrasão do esmalte do dente).

Nos casos em que o dentista identificou a necessidade de realizar algum procedimento a ser realizado na clínica, além das orientações de mudança na higiene bucal do paciente, poderão ser feitos laser terapêutico ou aplicações (de agente fixador, de espuma ou gel de flúor, de verniz de flúor). São tratamentos que variam de pessoa para pessoa e que precisam ser mantidos com a limpeza bucal feita corretamente (para não perder os resultados).

Prevenção que vale a pena

Fazer as visitas regulares ao dentista é uma medida que ajuda a prevenir a hipersensibilidade nos dentes (é claro, antes do problema ocorrer o profissional vai identificar a tendência ao desequilíbrio e vai orientar o que fazer para evitar).

Outra atitude é maneirar na ingestão de alimentos e bebidas ácidas que contribuem para a erosão do esmalte e desgaste do dente, como frutas ácidas, refrigerantes, café, chá preto, vinho, ketchup ou molho de salada. Ter uma higiene bucal correta, com a escova, pasta de dente e fio dental certos e fazendo os movimentos ideais (sem colocar força demais na escova na hora da limpeza), é outra medida que previne a sensibilidade.

via.odontologiaesaudebh

Comente via Facebook